2 dedos de conversa sobre livros e Vinho Verde - Programa e Inscrições

4 março 2021

No fim de semana de 20 e 21 de março harmonize a literatura com Vinhos Verdes.


10 provas on-line unem grandes Vinhos Verdes a obras de conceituados autores, comprovando que o vinho e a literatura são duas artes que se complementam.

Com moderação de Ana Colaço, o programa deste evento inclui 5 sessões diárias, exclusivas a participantes inscritos para assistir e conversar  com os escritores ou oradores convidados e o produtor do vinho em prova. A inscrição tem um custo de 20 euros por sessão e inclui o envio para casa do participante de uma garrafa do vinho em prova e do livro em apresentação (despacho incluído para o continente e ilhas). As sessões online serão realizadas via plataforma teams e têm um limite máximo de 50 participantes por sessão.

Venha viver uma experiência única e explore toda a diversidade de vinhos da Região dos Vinhos Verdes!

Consulte o programa abaixo e faça a sua inscrição *AQUI*

 

SÁBADO 20 de Março

Local: Plataforma Teams

12h00 - 13h00 - Vinho: Tojeira Premium Rosé 2020 / Livro: Coração de Cão, de Mikhail Bulgakov

Orador do livro: José Milhazes

Orador do vinho:  Nuno Grosso

  • Coração de Cão de Mikhail Bulgakov

Uma sátira mordaz ao «homem novo» soviético, Coração de Cão, clássico da literatura mundial, foi escrito em 1925 mas apenas pôde ser publicado na União Soviética em 1987, após a perestroika.

Um eminente cientista, especializado em rejuvenescimento humano, enceta uma experiência a um cão vadio das ruas de Moscovo, Charik, depois de o levar para o seu apartamento e ganhar a sua confiança. O respeitável professor transplanta-lhe a hipófise e testículos de um indivíduo acabado de morrer, e o resultado é inesperado: o cão transforma-se em homem, mas um da pior espécie arrogante, bêbado, desagradável, apoiante do proletariado, que se passou a chamar Poligraf Poligrafovitch Charikov. E assim o professor vê-se perseguido por todo o género de comités e comissões estatais e proletárias que não suportava, deslumbrados com o cão que se transformara em homem numa experiência de laboratório.

 

14h30 - 15h30 - Vinho: Adega Ponte da Barca Reserva de Sócios Loureiro 2017 / Livro: O Último Tigre do Rio, de Jorge Paulino.

Orador do livro: Jorge Paulino

Orador do vinho: Bruno Almeida

  • O Último Tigre do Rio de Jorge Paulino

Um relato vibrante e original da História do Brasil de há mais de um século, seguindo o palpitar da vida intensa de dois amigos, Josué e André. Josué, o «Tigre do Rio», ex-escravo e abolicionista resistente, persegue toda a vida a liberdade que lhe vai escapando até se tornar militar à força na guerra do Paraguai e, mais tarde, republicano convicto. André, elitista monárquico de ideais liberais e também abolicionista, vê inesperadamente o seu destino cruzar-se com o do ex-escravo, a quem fica a dever a própria vida. Um romance de Jorge Paulino, médico-cirurgião especialista em Transplantação Hepática, é atualmente Diretor do Serviço de Cirurgia da Luz Saúde.

 

16h00 - 17h00 - Vinho: Solar das Bouças / Livro: A incredulidade de Padre Brown, de G. K. Chesterton.

Orador do livro: P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Orador do vinho: António Ressurreição 

  • A incredulidade de Padre Brown de G. K. Chesterton

O padre Brown é a personagem criada pelo romancista e ensaísta britânico G. K. Chesterton que protagoniza 52 contos policiais depois compilados em cinco volumes. Chesterton baseou a personagem no padre John O'Connor (1870-1952), pároco de Bradford. A Incredulidade do Padre Brown é o terceiro volume da série que reúne seis histórias de crimes bizarros que o Padre Brown investiga.

 

17h30 - 18h30 - Vinho: Quinta São Gião Alvarinho colheita 2019 / Livro: Ao Sabor da Bíblia, de Chef Luís Lavrador

Orador do livro: Chef Luís Lavrador

Orador do vinho:  Nuno Reis

  • Ao Sabor da Bíblia de Chef Luís Lavrador

Um percurso pela história da comensalidade desde os primeiros tempos até ao início do Cristianismo e uma convocação à experiência gastronómica da confecção e degustação de menus onde imperam alimentos, temperos e sabores que marcam o itinerário da história judaica e cristã. Da autoria de Luís Lavrador, docente na Escola de Hotelaria de Coimbra, primeiro Chef português a tirar o doutoramento em Portugal e chef da Seleção Portuguesa de Futebol, Ao sabor da Bíblia revive alguns dos banquetes, ceias e bodas retirados dos principais relatos escritos da história humana; os intervenientes, os motivos e os objetivos que levaram à realização destes episódios.

 

19h00 - 20h00 - Vinho: Adega Ponte de Lima Loureiro Colheita Selecionada 2020 / Livro: O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde.

Orador do livro: Henrique Monteiro

Orador do vinho: Ricardo Silva

  • O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde

O Retrato de Dorian Gray é um dos grandes clássicos da literatura Ocidental. Conta a história de um jovem, Dorian Gray, que se deixa retratar pelo artista Basil Hallard. Dorian deseja permanecer jovem e belo para sempre. Para isso, troca a sua alma pela juventude, a sua alma e velhice são registadas na pintura, enquanto ele permanece jovem. O Retrato de Dorian Gray é um exemplo da literatura inglesa influenciada fortemente pelo Fausto de Goethe. A obra foi adaptada para cinema, destacando-se os filmes, de título homónimo, de Albert Lewin (1945), Massimo Dallamano (1970), Pierre Boutron (1977) e David Rosenbaum (2002).

 

DOMINGO 21 de Março

Local: Plataforma Teams

12h00 - 13h00 - Vinho: Quinta da Raza Avesso / Livro: Egipto, notas de viagem, de Eça de Queiroz.

Orador do livro: Joaquim António Gonçalves Guimarães

Orador do vinho:  Pedro Campos

  • Egipto, notas de viagem de Eça de Queiroz

Em 1869, Eça de Queiroz parte para o Egipto em companhia do Conde de Resende, seu amigo. Juntos assistem à inauguração do Canal do Suez, um momento marcante na história marítima e mundial. Para além do relato da própria inauguração, Eça de Queiroz oferece-nos uma descrição pormenorizada da cultura egípcia da época, para a qual, como grande observador e futuro diplomata, estava particularmente atento.

 

14h30 - 15h30 - Vinho: Via Latina Vinhão Grande Reserva 2018 / Livro: Álvaro Cunhal no país dos sovietes, de Helena Matos (texto) e José Milhazes (legendas).

Oradora do livro: Helena Matos

Orador do vinho:  João Paulo Gaspar

  • Álvaro Cunhal no país dos sovietes de Helena Matos (texto) e José Milhazes (legendas)

No aniversário do PCP, as imagens de Álvaro Cunhal, no seu longo exílio soviético, através de fotografias inéditas, acompanhadas por texto de Helena Matos e legendas de José Milhazes.

 

16h00 - 17h00 - Vinho: Várzea do Minho Touriga Nacional Reserva Tinto 2011/ Livro: Noite fantástica, de Stephan Zweig.

Oradora do livro: Zita Seabra

Oradora do vinho: Vera Lima

  • Noite fantástica de Stephan Zweig

Numa noite de êxtase, uma alma adormecida acorda para a vida. Um homem alheio percebe a necessidade de se igualar ao irmão modesto, mas vigilante em relação ao deleite do perigo, que lhe arrepia os nervos e lhe desperta a alma.

 

17h30 - 18h30 - Quinta da Lixa Escolha 2020 / Livro: Coração, Cabeça e Estômago, de Camilo Castelo Branco

Oradora do livro: Alexandra Louro

Orador do vinho:  Carlos Teixeira

  • Coração, Cabeça e Estômago de Camilo Castelo Branco

«Coração, Cabeça e Estômago», sendo uma das principais novelas satírico-humorísticas de Camilo Castelo Branco, não se cinge a um retrato caricaturado de uma sensibilidade romântica. Dividida em três partes, esta novela segue o percurso de Silvestre, sendo que cada parte se refere ao órgão que predomina em diferentes fases da vida da personagem. Passando inicialmente pela paixão, em que o órgão predominante é o coração, para uma fase dominada pela razão, representada pela cabeça, até terminar numa fase mais bestial, em que a necessidade, a fome, nos indica o estômago como o órgão primordial da terceira parte desta novela.

 

19h00 - 20h00 - Quinta de Lourosa 2020 / Livro: Foi Assim, de Zita Seabra

Oradora do livro: Zita Seabra

Oradora do vinho: Joana de Castro

  • Foi Assim de Zita Seabra

O relato impressionante de Zita Seabra na primeira pessoa: as memórias da adolescência, a fuga aos 17 anos para a clandestinidade, o combate ao Estado Novo e as constantes provações até à revolução; mas também os anos do PREC e o seu afastamento do comunismo e expulsão do PCP.

 

 

 

a pesquisar