Werner Engelhard conduziu Seminário sobre "Internacionalização e Valorização do Vinho Verde" na CVRVV

4 novembro 2016

Decorreu a 4 de Novembro, na CVRVV, o Seminário "Internacionalização e Valorização do Vinho Verde" conduzido por Werner Engelhard, editor chefe da revista "WEIN+MARKT", que abordou o tema "O mercado Alemão e o desafio da valorização", destacando a importância da estrutura, dos mecanismos, das regras e dos principais desenvolvimentos do mercado alemão no que respeita ao sector do vinho.

A análise de um mercado em que os grandes desafios como a globalização do negócio, as dificuldades inerentes à concorrência internacional, a gestão de excedentes ou a predominância de grandes retalhistas existem por oposição à criação de novas oportunidades que vão desde a valorização do segmento premium, à categorização de produto por perfil, à comercialização online ou acções programáticas que permitem a integração dos produtores foram alguns dos assuntos em debate.

O mercado alemão, apesar da crise, tem mantido uma estabilidade que permite identificar novas oportunidades de negócio. O aumento do PIB, a diminuição do desemprego e, consequentemente, o crescimento das despesas de consumo privado são factores que contribuem para a subida de bens de consumo, como é o caso do vinho.

Engelhard salientou o facto de, na Alemanha - um mercado com mais de 80 milhões de habitantes -, se verificar o consumo de vinho em cerca de 55% dos agregados familiares, para além de um consumo elevado per capita de 24,1 litros - entre vinhos tranquilos e espumantes - o que posiciona aquele país como um dos principais importadores de vinho em termos de volume, tornando-o muito interessante para os exportadores de vinho de todo o Mundo.

Para entrar num mercado tão competitivo como o alemão, Engelhard defende que, cada produtor tem que encarar o objectivo como uma candidatura a um concurso extremamente competitivo, com milhares de participantes ambiciosos, em que cada um deseja fazer parte de uma short list de acesso à oportunidade.

Essencialmente, é fundamental definir a unique selling proposition (USP) que a marca defende para se destacar da concorrência. Não basta ter um produto de qualidade, pois esse tem que ser o ponto de partida para entrar na competição.

a pesquisar